Produtos Saudáveis

Investimos em pesquisa e em inovação para criar produtos cada vez mais saudáveis para todos, sem que o consumidor tenha que abrir mão dos alimentos de que gosta.

Trabalhamos continuamente para melhorar o sabor e o teor nutricional dos alimentos que produzimos e que chegam a mais de 110 países. No Brasil, estamos alinhados às metas estabelecidas por organizações como a ABIA (Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação) e pelo Ministério da Saúde e investimos em tecnologia de ponta para aprimorar a qualidade dos alimentos que saem das nossas unidades.

A redução do teor de sódio e gordura em diversas categorias de alimentos, está alinhada com as metas indicadas pelos acordos estabelecidos entre o Ministério da Saúde e a Associação Brasileira de Indústria de Alimentação (ABIA). A BRF ciente dos desafios em saudabilidade tem desenvolvido ações que contribuam para a promoção de educação para a alimentação equilibrada e qualidade de vida dos brasileiros através do desenvolvimento de relacionamentos com entidades de classe, profissionais médicos e nutricionistas e comunidades dos municípios em que está incluída.

A BRF tem como meta desenvolver produtos cada vez mais saudáveis e atrelar seus lançamentos a critérios rígidos de qualidade e segurança alimentar. Desde 2008, trabalhamos para eliminar o uso de gorduras trans adicionadas às nossas formulações. Esta ação demandou intensas pesquisas, testes sensoriais, de desempenho e de segurança alimentar em todas as categorias de produtos do portfolio da BRF.

Os índices de sódio dos produtos também vêm sendo reduzidos, com investimentos em novas tecnologias para desenvolvimento de ingredientes e que contribuem com a conservação dos alimentos. Já reduzimos a quantidade de sal em hambúrgueres, nos nuggets, nas mortadelas, nas margarinas, nos embutidos, nas linguiças, nas lasanhas e em outros pratos prontos.

Reduzimos, ainda, o açúcar nos lácteos, utilizando ingredientes substitutos para obter o sabor doce - frutose ou edulcorantes (adoçantes) – com menos calorias. Além disso, a frutose não precisa do hormônio insulina para ser absorvida, diferentemente da glicose, que se forma durante o metabolismo da sacarose.

Imagem mobile: 
Abrir em nova janela?: