Quem Somos

Detentora de marcas consagradas como Sadia e Perdigão, a BRF é, hoje, uma das maiores produtoras de alimentos do mundo

A BRF é uma das maiores companhias de alimentos do mundo, com mais de 30 marcas em seu portfólio, entre elas, Sadia, Perdigão, Qualy, Paty, Dánica, Bocatti e Confidence. Seus produtos são comercializados em mais de 150 países, nos cinco continentes. Mais de 105 mil funcionários mantém 54 fábricas em sete países: Argentina, Brasil, Emirados Árabes Unidos, Holanda, Malásia, Reino Unido e Tailândia.

Recentemente, a BRF foi eleita a “Empresa de Alimentos Mais Inovadora do Brasil” pela Strategy&, consultoria de estratégia do grupo PwC. Também foi considerada uma das multinacionais brasileiras mais promissoras no exterior em levantamento realizado pela Forbes Brasil; e a “Empresa do Ano” pela Época Negócios.

Nos últimos três anos, a BRF investiu mais de US$ 1 bilhão na aquisição e construção de unidades e marcas. O investimento alterou o perfil da empresa de "grande exportadora de aves" para "multinacional do setor de alimentos". Anualmente, a companhia comercializa mais de 4 milhões de toneladas de alimentos. São milhares de produtos que cumprem um objetivo claro: o de alimentar o mundo.

O alimento tem o poder de conectar as pessoas, porém, nem sempre o tempero que agrada ao inglês satisfaz o argentino. Da mesma forma, o corte de frango mais apreciado pelo chinês pode não ser o mesmo do brasileiro. Assim, cabe a BRF operar globalmente, agindo e produzindo localmente para atender e satisfazer todos os públicos. Em meio a esse desafio, a companhia orgulha-se em trilhar um caminho sustentável, seja pelos investimentos em pesquisa e inovação, pelo impacto causado nas comunidades onde mantém operações ou, ainda, pelo estímulo a uma vida em equilíbrio, imprimindo hábitos cada vez mais positivos e saudáveis na vida das pessoas.

A BRF trabalha para alimentar o mundo.

 

Nossa História

CONHEÇA A NOSSA HISTÓRIA E SAIBA COMO NOS TORNAMOS UMA DAS MAIORES EMPRESAS DE ALIMENTOS DO MUNDO.

1928

Surge a Batavo, empresa cujo nome foi inspirado em uma tribo do início da era cristã, que habitava o delta do Reno. Instalada em Carambeí, cidade do estado no Paraná, no sul do Brasil, tinha o objetivo de produzir leite e derivados de forma artesanal, para o mercado local.

1934

Nos primeiros anos da década de trinta, no estado brasileiro de Santa Catarina, descendentes de duas famílias de imigrantes italianos - os Ponzoni e os Brandalise - estabeleceram um pequeno negócio cujo crescimento deu origem a um dos maiores complexos agroindustriais do mundo: a Perdigão.

1947

O nome Sadia surgiu da união entre “S.A.” e as três últimas letras do município de Concórdia, onde a marca nasceu. Em 1947, a marca ganhou uma filial em São Paulo (SP) na rua Paula Souza, 287.

1959

A Elegê surge em 1959 como parte da Laticínios CCGL S.A.

1964

A empresa decide construir em São Paulo (SP) - próximo ao Moinho da Lapa - a Frigobrás (Companhia Brasileira de Frigoríficos). O objetivo era industrializar e comercializar produtos alimentícios dentro e fora do Brasil.

1970

O grupo passa a atuar também no setor de carnes.

1971

Criado o Mascote Sadia pelo publicitário Francesc Petit, da DPZ.

1975

Construído o primeiro abatedouro exclusivo para aves, em Videira (SC). A Perdigão torna-se uma das pioneiras na exportação de carne de frango do Brasil, cujo destino é a Arábia Saudita.

1979

Com a finalidade de oferecer ao mercado uma alternativa de consumo de carne de aves, a Perdigão importa dos Estados Unidos as primeiras matrizes da espécie Gallus gallus e dá início a um programa de melhoramento genético com o objetivo de desenvolver uma ave especial com 70% de suas carnes concentradas no peito e nas coxas. Assim, nascia a marca Chester®.

1985

14 anos depois de sua criação, o mascote Sadia ganha um nome por meio de um concurso e passa a se chamar Lek Trek.

1988

Fundação do time de vôlei feminino Sadia Esporte Clube

1989

Incorporados os ativos da SWIFT, em Santo André (SP), voltados à produção de enlatados de carnes e de vegetais, e o Frigorífico de Aves Mococa, em Mococa (SP), empresas posteriormente desativadas.

1990

Ana Beatriz Moser, da Sadia Esporte Clube, recebe da ABESPE (Associação Brasileira das Empresas Patrocinadoras de Esporte) o prêmio de "Melhor Atleta do Vôlei Feminino" pela campanha de 1989. No mês de março, com o ginásio do Ibirapuera (São Paulo - SP) lotado, o Sadia Esporte Clube conquista o bicampeonato da Liga Nacional Feminina de Vôlei. Das 27 partidas jogadas durante o torneio, a equipe perdeu apenas uma.

1991

A Sadia passa a atuar em um mercado dominado pelos concorrentes: o de margarinas. Neste ano, Qualy é lançada como a margarina com sabor de manteiga, ótima cremosidade e uma embalagem retangular, considerada uma inovação para a categoria até então.

1996

A empresa é integrada pela Avipal.

1997

Após a morte de seus fundadores, a Perdigão deixa de ser uma empresa familiar e em 1997 é concluída a restruturação societária, que resultou numa única empresa de capital aberto - a Perdigão S.A., e numa única empresa operacional - a Perdigão Agroindustrial S.A.

1998

Qualy conquista a liderança do segmento de margarinas

1998

Chega ao mercado, com exclusividade, a primeira linha de iogurtes funcionais.

2000

A Perdigão compra 51% do controle acionário do Frigorífico Batávia e o mantém como empresa independente. O investimento marca a entrada da Perdigão no mercado de carne de peru. A partir de então, a empresa passou a trabalhar em parceria com a Parmalat, por meio da distribuição de seus produtos na América do Sul.

2000

No mesmo ano, é aberto o primeiro escritório da Perdigão no exterior, em Londres, na Inglaterra. Em 2000, A Perdigão ainda entra para o pregão das ações listadas nas Bolsas de Nova York e é a primeira empresa brasileira de alimentos presente em Wall Street.

2000

Inauguração do Memorial Attílio Fontana, em Concórdia (SC), uma homenagem da empresa ao centenário de nascimento de seu fundador.

2001

A Perdigão e a Sadia criam a BRF Trading, uma empresa destinada a comercializar produtos avícolas e alimentos em geral produzidos por ambas as companhias, em mercados emergentes. A Perdigão lança a marca mundial, Perdix, que será utilizada na comercialização de produtos processados.

2005

A linha Bio Fibras, de iogurtes funcionais é ampliada e ganha versão cremosa, com consistência para comer de colher. A Batavo entra no mercado de alimentos à base de soja e apresenta Soja Original, produto 100% vegetal sem lactose e 0% de colesterol.

2006

A Perdigão estreia no Novo Mercado da Bovespa e adquire 51% do capital social da Batávia S/A Indústria de Alimentos. A entrada no mercado de lácteos se dá em parceria com a Cooperativa CCLP – Cooperativa Central de Laticínios do Paraná – e com a Agromilk, que continuaram mantendo 49% do capital da Batávia, empresa sediada em Carambeí e com atuação agroindustrial também em Santa Catarina.

2006

Chega ao mercado a linha Batavo Naturis Soja, 100% vegetal, que oferece ao consumidor uma refeição completa à base de soja. A linha inaugura uma nova categoria na gôndola refrigerada, com o lançamento da primeira sobremesa de chocolate à base de soja.

2007

A companhia é primeira empresa brasileira do setor de alimentos a oferecer embalagens em braile para consumidores com deficiência visual e a possuir um serviço de atendimento por telefone para pessoas com deficiência auditiva.

2007

A empresa patrocinou as delegações olímpicas brasileiras que participaram dos Jogos Pan-Americanos do Rio 2007. O acordo, assinado com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que garantiu à Sadia exclusividade na categoria de alimentos, durou até os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

2008

A empresa adquire a Eleva (antiga Avipal).
A compra da totalidade das ações detidas pelos acionistas controladores da Eleva possibilita a formação de um dos maiores conglomerados de alimentos da América Latina, com forte atuação na exportação de carnes e lácteos.

2008

A Perdigão compra, ainda, a Cotochés, uma das mais tradicionais indústrias do segmento de lácteos de Minas Gerais.

2008

No mesmo ano, a companhia amplia seu atendimento e cria uma Unidade de Negócios Food Service. Com esta iniciativa, a empresa amplia sua estrutura para atender a crescente demanda das cadeias de fast food, hotéis, hospitais, restaurantes e outros estabelecimentos.

2008

Inauguração do Espaço Cultural Sadia, em São Paulo (SP). O local abriga mais de 80 mil fotos, 800 documentos, 800 arquivos de áudio e mais de 160 horas de filmes que registram a história da Sadia desde a sua fundação, em 1944.

2009

Perdigão e Sadia anunciam o início do processo de associação para unificar as operações das duas companhias, resultando assim na BRF – Brasil Foods S.A. Com isso, realizou-se uma oferta pública de ações para aumento do capital social da companhia.

2009

A associação entre as empresas foi firmada em maio de 2009, com a alteração da denominação social da Perdigão, que passou a se chamar BRF Brasil Foods S.A. e teve sua sede social deslocada de São Paulo para Itajaí, em Santa Catarina. No mês de agosto, acontecem as permutas de ações e definição das participações societárias, e assim ocorre a primeira oferta pública de ações, com a captação de R$ 5,3 bilhões.

2009

É criado, ainda, o Clube do Produtor BRF, para colaborar com a melhoria dos processos dos fornecedores de leite da companhia, com dicas, serviços e tecnologia compartilhada.

2010

Neste ano, a BRF alcançou a marca de 22,7 bilhões de reais em vendas, sendo 40% delas destinadas ao mercado exterior, reforçando o potencial global da empresa.

2010

É a terceira empresa exportadora do Brasil e líder na produção global de proteínas, com 9% da comercialização mundial e maior exportadora de aves.

2010

Ainda em 2010, e pelo terceiro ano consecutivo, é considerada a Melhor Empresa em Governança Corporativa do setor de bens de consumo e Top 5 na América Latina, pelo IR Global Rankings Awards.

2011

A BRF atinge 4,2 mil toneladas em produção de carnes.

2011

É anunciado o desenvolvimento de uma unidade de processados no Oriente Médio.
A BRF adquire a Avex e Dánica, companhias argentinas respectivamente de aves e margarinas.

2012

Os investimentos ambientais da BRF passam dos 157 milhões de reais. No mesmo ano, a empresa investe 1,4 bilhão de reais em desenvolvimento social.

2012

A BRF entra no mercado de sucos com a marca Batavo: a linha Hidra traz os sucos à base de leite e soro nos sabores laranja, pêssego e uva.

2012

A BRF expande sua atuação global: adquire a Quick Foods na Argentina, responsável pela marca Paty; adquire 49% da Federal Food, distribuidora da marca Sadia no Oriente Médio; e constitui sociedade com a chinesa Dah Chong Hong, para distribuição dos produtos Sadia e do serviço Food Services em Hong Kong e Macau.

2013

A nova marca BRF é lançada. O empresário Abílio Diniz passa a fazer parte do Conselho de Administração da companhia.

2013

A BRF anuncia, ainda, patrocínio da Sadia à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e apoio aos Jogos Olímpicos Rio 2016, por meio das marcas Batavo e Sadia.

2013

É inaugurado o Centro de Inovação da companhia em Jundiaí, São Paulo.

2014

Aquisição da Alyasra Food Company W.L.L. ("Alyasra"), distribuidora no Estado do Kuwait, com base em um valor total de US$160 milhões.

2014

Inauguração da primeira fábrica de alimentos processados no Oriente Médio, a maior da região. Foram investidos aproximadamente US$160 milhões na construção da unidade, localizada na zona de industrial de KIZAD, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

2015

Pedro Faria, assume como CEO global da BRF. É concluída a venda da divisão de lácteos por R$ 2,1 bilhões para a Lactalis. A companhia se torna a 1ª brasileira a investir na emissão de Green Bonds.

2015

Em linha com o plano estratégico de globalização da companhia, na Ásia, foi criada a SATS BRF em Cingapura; na China, BRF lança a Sadia com linha de snacks. No Oriente Médio, adquirida fatia da Qatar National Import and Export (QNIE); na Argentina, foram compradas marcas emblemáticas Vieníssima (salsichas), Goodmark (hambúrgueres), Manty e Delícia (margarina) por meio das subsidiárias Avex e Quick Foods.

2015

No Oriente Médio, adquirida fatia da Qatar National Import and Export (QNIE); na Argentina, foram compradas marcas emblemáticas Vieníssima, Goodmark (hambúrgueres), Manty, Delícia, Hamond, Tres Cruces e Wilson por meio das subsidiárias Avex e Quick Foods. E nova Joint Venture entre a BRF GmbH e IFGL, com o objetivo principal de distribuir alimentos processados nos mercados do Reino Unido, Irlanda e Escandinávia.

2015

No Brasil, a Perdigão volta a atuar em categorias estratégicas (presunto, linguiça calabresa, entre outros) após três anos de reclusão acordados com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) na fusão Sadia e Perdigão.

2015

Aquisição da totalidade das ações ordinárias de emissão da Golden Foods Siam, incluindo seus ativos na Tailândia e na Europa.

2016

Aquisição da totalidade das ações de emissão da Alimentos Calchaquí Productos, detentora de marcas líderes como Calchaqui e Bocatti.

2016

Aquisição da Globosuínos Agropecuária S.A., que inclui uma Unidade Produtora de Leitões, e aproximadamente 7.500 matrizes suínas.

2016

Aquisição da totalidade das ações de emissão da Eclipse Holding Cooperatief UA, sociedade holandesa controladora da Campo Austral, um grupo de companhias com operações comerciais totalmente integradas no mercado de suínos na Argentina, incluindo o mercado de frios.

2016

Aquisição da totalidade dos direitos econômicos da Al Khan Foodstuff LLC ("AKF"), distribuidora de alimentos congelados no Sultanato do Omã.

2016

Constituição de subsidiária "Sadia Halal", que deterá os ativos relacionados à produção, distribuição e comercialização de alimentos destinados aos mercados muçulmanos.

2016

Acordo com a FFM Berhad, prevendo a cooperação entre as duas partes na FFM Further Processing SDN BHD ("FFP"), uma empresa processadora de alimentos baseada na Malásia.

2016

Acordo de investimento com a COFCO Meat, uma produtora de alimentos de origem suína em rápido crescimento na China, com operações verticalmente integradas, operando em todas as cadeias desse segmento de indústria.

Imagem mobile: 
Abrir em nova janela?: